Empresário sócio de empresas em Manaus acostumado a ostentar em redes sociais é acusado de estelionato

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Farley Felipe tentou aplicar golpe financeiro em uma pensionista das Forças Armadas, porém, ela desconfiou ele acabou sendo preso.

O empresário, Farley Felipe de Araújo da Silva, está sendo investigado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), pelo crime de estelionato. Conhecido por ser sócio de pelo menos cinco empresas em Manaus, Farley chegou a ser preso por tentar aplicar um golpe em uma pensionista das Forças Armadas.

De acordo com uma fonte, o empresário participação em sete empresas, sendo duas localizadas no Rio de Janeiro, e cinco no Amazonas, dentre elas o banco digital Amazon Bank. E foi justamente nesta empresa que Farley tentou aplicar golpes em um dos clientes, que após desconfiar decidiu denunciar.

O processo segue sob investigação e conforme o pedido de Habeas Corpus, o crime dele não chegou a ser concluído e por isso ele não pode ser preso, mesmo que tenha sido pego em flagrante.

Atualmente Farley não está mais no quadro societário do banco Amazon Bank. Consta nos documentos da empresa que o único sócio administrador é Jorge Luiz Guimarães de Araújo Dias. No entanto, de acordo com fontes, Farley mesmo sem estar “legalmente” como sócio, ainda tem influências na empresa e só teria retirado o nome do quadro para evitar escândalos ligando o nome dele ao banco digital.

Mesmo com o escândalo e com o processo criminal em nome dele, o empresário continua presente no quadro de seis empresas:

  • Rubi Treinamento LTDA;
  • Royals Organizações e Eventos LTDA;
  • Banda Ideal Produção Musical LTDA;
  • Becco Bar e Boate LTDA;
  • R P A Restaurante LTDA;
  • E na FAR Incorporação e Administração de Bens LTDA, localizada no Rio de Janeiro.

No programa Alerta nacional, o apresentador anunciou que a empresa Grupo Lotus Corporate, que também pertence a Farley é “trambicagem”. “Pode devolver o dinheiro e falar que eles não passam nem na porta da televisão”, disse o apresentador.

Entenda o caso

Farley Felipe, era sócio do banco digital Amazon Bank, em muitas de suas ações. Ele teria tentado aplicar golpes de estelionato junto com Thielsily Monique Cândida da S. Pereira.

A vítima, uma pensionista das Forças Armadas, disse que recebeu constantemente ligações de Farley e Thielsilly, dizendo que ela teria direito a receber “juros retroativo de FGTS”.

Ela informou que, na época, mesmo negando, ambos insistiram em apresentar documentos para a vítima, falando que “era um direito dela”. Apreensiva, a mulher resolveu atender os suspeitos, porém, antes ela havia entrado em contato com as forças para verificar a situação e soube que isso não podia acontecer porque o exército não recolhe FGTS.

Mesmo tendo decido atender ambos, a mulher acionou a polícia que prendeu, em flagrante, Farley e Thielsilly. Entretanto, tempos depois, um pedido de Habeas Corpus foi feito e agora eles se encontram em liberdade.

Veja a relação das empresas em que o acusado faz parte do quadro societário:

Leia Também