Detentas acusam mãe de Henry de mostrar os seios para advogado dentro da cadeia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Presa sob acusação de participação na morte do próprio filho, a professora Monique Medeiros está sendo acusada pelas colegas de cadeia de praticar atos libidinosos com o advogado que cuida de sua defesa. A mãe de Henry teria mostrado os seios para o advogado enquanto ele se masturbava na frente dela, numa sala onde só ficam clientes e advogados, sem câmeras.

Ela está presa no Instituto Penal Oscar Stevenson, presídio em Benfica, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap-RJ) confirma a denúncia e apura o caso. “São condutas graves, que foram narradas pelas próprias internas”, diz a Seap.

Ao todo sete detentas fizeram a denúncia. “Fernanda Bumbum” disse que Monique teria usado “roupas inadequadas” na visita de um advogado, e acrescentou que as outras presas da cela poderiam confirmar a versão “, diz o documento.

Se confirmado, o caso vai sujar a ficha de detenta de Monique.

Leia Também