Criança morre após ser atingida por explosivo enquanto dormia em casa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

No domingo (26), uma criança de 4 anos morreu um dia depois de ser atingida por um explosivo que caiu no interior do quarto em que dormia em Barretos (SP).

O suspeito de arremessar o objeto em direção à casa da família, momentos antes de Aylla Manuella Ribeiro da Piedade ser socorrida pelos pais e de ser levada ao hospital, foi identificado como um adolescente de 14 anos que, segundo informações registradas em boletim de ocorrência, teve a casa incendiada por moradores revoltados com a morte da menina.

O caso foi registrado como ato infracional de lesão corporal culposa pela Polícia Civil e será investigado pelo 1º Distrito Policial da cidade.

A explosão aconteceu no final da tarde do sábado (25), enquanto a menina dormia em um quarto da casa na Avenida Amador Alves de Queiroz, na Vila Gomes, segundo informações da Polícia Civil. 

A suspeita é que o artefato passou por cima do muro da casa e entrou no quarto, onde foi parar no colchão em que a criança estava.

Depois da explosão, moradores saem desesperados do interior da casa, tentando entender o que havia acontecido. Em um dos momentos, é possível ver a criança desacordada no colo de um deles. 

Ela foi levada para a Santa Casa da cidade, onde chegou a ficar internada, mas morreu por volta das 2h55 deste domingo. A criança deve ser sepultada em Primavera (PA), cidade natal da família.

Depois da morte de Aylla, um grupo de 30 moradores incendiou uma casa localizada no Jardim Oriente por volta de 5h30.

Segundo boletim de ocorrência, a residência é onde mora o adolescente de 14 anos suspeito de arremessar o explosivo que resultou na morte da menina. 

De acordo com o registro policial, o imóvel teve danos de grande proporção. Não havia confirmação de feridos no local até a última atualização desta reportagem.

Leia Também