Cliente é ameaçada e tem apartamento depredado após reclamar de comida no iFood

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Após reclamar da qualidade da comida no aplicativo, a mulher foi surpreendida pelos donos do restaurante gritando e jogando pedras na direção do apartamento dela.

Uma cliente que havia solicitado uma refeição pelo aplicativo iFood teve a fachada do apartamento onde mora depredada após fazer uma reclamação da qualidade da comida do restaurante. O fato aconteceu em Niterói, no Rio de Janeiro, e virou caso de polícia.

Segundo a vítima, ela havia pedido uma refeição no valor de R$19,90, porém, segundo ela a qualidade da comida não estava boa e ela então fez a reclamação e o cancelamento do pagamento. Cerca de 30 minutos depois, um casal que seria dono do restaurante chegou na porta do prédio dela cobrando o pagamento.

“A comida veio péssima! Reclamei da qualidade e o iFood cancelou depois de eu ter confirmado a entrega. Os donos do restaurante vieram na minha casa me ameaçar, tacaram pedras e foram agressivos”, disse a cliente, que preferiu não ter a identidade divulgada.

Nas imagens registradas por ela e pelas câmeras de segurança do prédio, é possível ver um casal gritando na rua “eu quero meu dinheiro”, e jogando pedras em direção à janela. “Nos xingaram de todas as formas! Tentaram arrombar o nosso prédio! Na cabeça deles eu estava sendo caloteira por ter recebido a comida que nem consegui comer (tive que fritar um ovo) e o iFood cancelou depois. Eu não concordo com isso!”

Prejuízo

O casal  quebrou o vidro da janela do apartamento dela, além da janela do apartamento vizinho, gerando um prejuízo de mais de R$ 500. “Assumi o prejuízo da minha vizinha de porta. Ela tem 5 crianças em casa e não poderia deixar a janela daquele jeito. O prédio ainda estou conversando, porque quebrou o piso da fachada. Ele tacou a pedra mirando no meu andar no alto e, quando caiu, quebrou o piso”, disse a cliente.

 A moça chamou a polícia, fez um boletim de ocorrência e cobra respostas do iFood: “Eles só pararam depois que eu chamei a polícia! Ninguém entendeu nada! Quebraram janelas de vizinhos, piso da recepção do prédio! E o #ifood? Se responsabiliza por isso?? O parceiro de vocês me difamou, causou danos morais e materiais”, disse.

Com medo das ameaças, ela conta que, se tivessem conversado com ela, iriam entender que, em momento algum, pediu o cancelamento do pagamento e nem havia recebido nenhum estorno.

Leia Também