Cinco pessoas são presas por aplicarem o ‘golpe do bilhete premiado’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O golpe do bilhete premiado é um crime caracterizado pela promessa de dividir o prêmio da loteria com a vítima. Como contrapartida, os golpistas solicitam uma garantia em dinheiro. Após ela ser convencida e entregar um alto valor, os criminosos somem com a quantia repassada.

Segundo o delegado do caso, houve contato com a polícia do Rio Grande do Sul, e foi informado que o grupo tem uma extensa ficha criminal no estado. Todos têm antecedentes criminais, sendo que alguns deles têm mais de 30 passagens na polícia por estelionato. Eles estão há ao menos dois anos aplicando golpes em São Paulo, segundo a administração do hotel em que eles estavam hospedados. No local foi encontrado dinheiro falso e bilhetes de loteria.

No boletim de ocorrência que deu origem ao caso, a vítima informou que foi abordada na Avenida Brigadeiro Luís Antônio em 19 de julho por um homem que dizia se chamar José. Esse homem teria informado para a vítima que não conhecia a região e precisava ir até à Caixa Econômica Federal sacar o valor de um bilhete premiado de loteria.

Enquanto a vítima conversava com José, um outro homem, que se apresentou como Fábio, se ofereceu para ajudar a dupla. Ele teria ligado para a Caixa e confirmado que o bilhete valia R$ 2.600.000. José então teria comentado que não poderia receber o prêmio por ser testemunha de Jeová e combinou com a vítima e com Fábio repassar R$ 800.000 para cada um em troca de receber deles R$ 1 milhão (R$ 500 mil de cada um). 

“É um golpe muito antigo, mas ainda faz muitas vítimas. Essa do BO perdeu cerca de R$ 80 mil. As vítimas perdem muito dinheiro e ficam com vergonha de noticiar a polícia e os familiares”, informou o delegado responsável pelo caso. 

O grupo será autuado em flagrante por associação criminosa.

Leia Também