Artista simula como estaria Isabella Nardoni, hoje em dia, aos 19 anos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Para chegar ao resultado o artista se baseou em uma foto antiga da menina e de mais outras quatro crianças vítimas de crimes bárbaros.

Quatorze anos após a morte da pequena Isabella Nardoni, o artista Hidreley Diao fez uma simulação de como a menina estaria neste ano, com 19 anos. A menina foi jogada do sexto andar de um prédio, no dia 29 de março de 2008 e chocou o País, já que os autores foram o pai da menina, Alexandre Nardoni, e a madrasta dela, Anna Carolina Jatobá.

Com desenho e inteligência artificial, ele se baseou em uma foto antiga da menina e de outras quatro crianças mortas em crimes bárbaros para protestar contra a violência infantil.

“Como estariam essas 5 crianças hoje em dia se suas vidas não tivessem sido ceifadas tão cedo? (…) Segundo a Unicef todos os dias, 32 crianças e adolescentes são assassinados no Brasil, uma triste realidade que tem que ser parada imediatamente. Muitos aqui talvez nem se lembrem mais desses crimes…as pessoas esquecem…criminosos cumprem as penas e estão livres para viverem socialmente”, escreveu o artista em uma publicação nas redes sociais. 

As outras cinco crianças homenageadas foram mortas de forma violenta em crimes de repercussão nacional:

– Bernardo Boldrini, de 11 anos, foi morto pelo pai e madrasta e enterrado com o corpo coberto por soda cáustica;

– João Hélio Fernandes Vieite, 6 anos, morto durante assalto a carro no Rio de Janeiro. Ele ficou preso pelo cinto de segurança e foi arrastado pelos bandidos.

– Ives Yoshiaki Ota, 8 anos. Ele foi sequestrado e assassinado pelos bandidos, depois de reconhecer o segurança do seu pai entre um deles. 

– Ana Lídia Braga, 7 anos. Foi sequestrada, estuprada e morta em crime que ainda não foi resolvido, mais de 48 anos depois do episódio. 

Leia Também