Apresentador da Band lamenta morte de serial killer: ‘Deveria estar vivo e ser exemplo de punição’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O apresentador Neto lamentou a morte do serial killer Lázaro Barbosa, na manhã desta segunda-feira (28), após 20 dias de buscas, a cidade de cocalzinho, em Goiás. Para o ex-jogador, o criminoso deveria ter sido capturado vivo e recebido uma punição exemplar. As informações são do Portal O Dia.

“Eu acho que um cara como esse (o Lázaro), o que ele fez, deveria estar vivo, ser um exemplo de punição. A morte foi uma salvação para ele. As pessoas vibrarem por ele morrer?”, disse Neto durante o programa “Os Donos da Bola”.

“Eu queria esse cara preso, sendo julgado, pegando trinta anos de cadeia, ficar dentro de um presídio onde sabem que ele matou uma criança, uma mulher, rasparem o pelo dele desde a cabeça até o pé. E o que mais me deixa bravo é que todo mundo tem foto dele morto porque está aí na internet”, completou.

Leia Também