Ao testemunhar homicídio, prefeito de Juazeiro persegue suspeito, atira nele e ao final, efetua prisão do criminoso

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O prefeito, que também é policial civil, passava pelo local no momento do crime e logo iniciou uma perseguição ao bandido.

O prefeito de Juazeiro do Norte, Gledson Bezerra (Podemos), testemunhou um crime de homicídio durante a manhã dessa terça-feira (14), na cidade. Ele se deslocava na via em seu carro, quando flagrou o crime e prontamente começou a perseguir o autor e, em seguida, deu voz de prisão a ele. O prefeito também é policial civil.

De acordo com o prefeito, ao perceber que o que estava acontecendo se tratava de um homicídio, ele iniciou a perseguição ao suspeito. “Na altura da Rua Letícia Vasconcelos, eu me deparei com um indivíduo que estava cravando uma faca no pescoço de outro, a vítima lá se debatendo no chão e um buraco enorme no pescoço da vítima. Como eu estava passando de carro, a minha esposa chamou atenção, ela disse: ‘O que é aquilo?’ E eu percebi, dei ré no carro, o autor montou na moto e saiu correndo”, contou Gledson.

Logo em seguida ele conseguiu alcançar o homem e como ele não atendeu a ordem para parar, Gledson jogou o veículo em que estava em cima da moto do criminoso. “Quando eu constatei que era um homicídio, botei (o carro) atrás do autor, e ele se evadiu de moto na frente e saiu em alta velocidade. Quando chegou lá na frente eu dei ordem de parada, ele não atendeu, eu joguei o carro por cima da moto dele para ele parar, era num terreno baldio, e aí quando ele caiu, ainda saiu correndo, eu botei atrás dele ainda, dei voz de parada, ele não atendeu aí, ele ainda meio que se virou para trás, eu mandei parar, ele não parou, e eu tive que dar um tiro na perna dele, porque ele simulou um ataque”, explicou o prefeito que também é policial civil.

Um equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para prestar os atendimentos ao suspeito. Logo em seguida uma viatura da Polícia Militar também chegou ao local.

 “Eu esperei a chegada da viatura e do Samu também, e dei voz de prisão no indivíduo. E infelizmente foi constatado que ele cometeu um homicídio, o cara morreu na hora”, disse o prefeito.

Leia Também