Mãe e avó são presas por manterem menino autista trancado em canil

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Rio de Janeiro| Na segunda-feira (17), a Polícia Civil do Rio prendeu mãe e avó materna de uma criança autista, de 8 anos, que mantinham o menino em cárcere privado, dentro de um canil sem nenhum tipo de higiene. O caso aconteceu em uma casa em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

De acordo com a polícia, o garoto era torturado. O crime foi denunciado por vizinhos da família.

Segundo o delegado José Salomão Omena, o menino foi encontrado “trancado no canil sozinho e com diversos ferimentos no corpo, elevado grau de desidratação e desnutrição”.

A mãe e a avó foram presas em flagrante — seus nomes não serão divulgados, de maneira a proteger a identidade da criança. Elas foram indiciadas pelos crimes de tortura e cárcere privado. Mãe e avó alegaram que a criança tinha problemas mentais e por isso era mantida presa para evitar que ela fugisse.

Ainda, segundo o delegado, o imóvel onde a criança estava trancada fica localizado na comunidade do Gogó da Ema. A ação da polícia contou com o apoio do Conselho Tutelar.

“Esse resgate e essas prisões ocorreram através de uma ação de inteligência da Polícia Civil. A Vara da Criança e da Juventude determinou a entrada no local pelo Conselho Tutelar para evitar confronto entre a polícia e traficantes. A polícia prendeu a mãe e avó em outra localidade que não pode ser revelada”, disse o delegado.

Devido às lesões e ao estado de saúde, o menino foi levado para atendimento médico e está internado sob cuidados de uma equipe multidisciplinar. O estado de saúde dele é delicado, segundo a polícia.

Leia Também