Bombeiros combateram mais de 40 incêndios em edificações de Manaus só em agosto

Facebook
Twitter
WhatsApp

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) combateu, ao longo do mês de agosto, 206 ocorrências de incêndio na capital. Conforme os dados do Centro de Operações Bombeiro Militar (Cobom), houve um aumento expressivo em relação ao mesmo mês de 2022, quando 77 ocorrências deste segmento foram atendidas em Manaus. Diante das altas temperaturas, a corporação reforça cuidados que devem ser adotados pela população para evitar que os sinistros aconteçam.

ADVERTISEMENT

Dados de incêndios na capital

Conforme dados do Cobom, dos 206 incêndios registrados, 130 foram em áreas de vegetação; 48 foram em edificações, que compreende residências e comércios; e 28 incêndios de outras naturezas como, por exemplo, incêndio em veículo, lixo ou entulho.

“Esse aumento está diretamente relacionado às altas temperaturas que têm sido registradas aqui em Manaus. No entanto, a população pode ser nossa grande aliada evitando que os casos de incêndios aconteçam, adotando cuidados básicos, como não lançar bitucas de cigarro em áreas de vegetação, não realizar ligações clandestinas de energia elétrica nas residências, não deixar aparelhos elétricos conectados à tomada sem uso”, destacou o comandante-geral do CBMAM, coronel Orleilso Muniz.

Foco de calor x Foco de incêndio

Segundo o comandante-geral do CBMAM, em meio ao período de altas temperaturas do verão amazônico e constantes acionamentos para ocorrências de incêndio, é importante esclarecer, também, a diferença entre os termos técnicos “foco de calor” e “foco de incêndio”.

“Enquanto o foco de calor se refere ao monitoramento de altas temperaturas em determinadas localidades com registros via satélite, o foco de incêndio é configurado pela ocorrência de fogo. Entendendo isso, pontuamos que esse monitoramento é fundamental para evitarmos que o foco de calor se transforme em um ou mais focos de incêndio, havendo necessidade de atuação dos nossos militares combatentes”, explicou coronel Muniz.

No Amazonas, o monitoramento dos casos de focos de incêndios acontece por meio de ações integradas de órgãos do sistema de segurança pública e meio ambiente. Já o combate dos incêndios acontece por meio do trabalho operacional do Corpo de Bombeiros na capital e em municípios do sul do estado, a corporação recebe, atualmente, apoio da Força Nacional e de brigadistas civis.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!
Verified by MonsterInsights