Bolsonaro é barrado em restaurante nos EUA por não ter comprovante de vacinação e precisa comer na rua

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Em Nova York é obrigatória a apresentação de comprovante de vacinação para frequentar lugares fechados

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, precisou comer na rua juntamente com sua comitiva, por ter comprovante de vacinação. O presidente está em Nova York (EUA) para participar da 76ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), e como na cidade é exigido comprovação de vacinação contra a Covid-19 para entrar em lugares fechados, ele teve que comer do lado de fora do restaurante.

Uma foto feita e publicada pelo ministro do Turismo, Gilson Machado Neto em uma rede social mostra o líder do executivo comendo pizza com a comitiva composta pelo presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, pelo ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos, pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, entre outros.

Bolsonaro já afirmou várias vezes que não tomou e ainda, que não pretende tomar a vacina e como desde do dia 16 de agosto, a cidade Nova York exige que as pessoas apresentem comprovante de vacinação para frequentar lugares fechados como teatros, cinemas, academias, restaurantes, dentre outros, o presidente deve enfrentar dificuldades em diversos lugares da cidade americana.

No hotel onde Bolsonaro está hospedado é exigida a carteira de vacinação, porém, até o momento o documento não foi exigido para o presidente.

Nesta terça-feira (21) Bolsonaro deve ser o primeiro chefe de estado a discursar na assembleia, segundo uma tradição em que o líder do Brasil é sempre o primeiro a falar no evento, que tem como tema deste ano, “Construindo resiliência por meio da esperança – para se recuperar de Covid-19, reconstruir a sustentabilidade, responder às necessidades do planeta, respeitar os direitos das pessoas e revitalizar as Nações Unidas”.

Leia Também