Amom Mandel contraria próprio discurso e se alia ao ex-governador cassado José Melo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Crítico dos governos estadual e municipal, sempre se dizendo um político de oposição e contra a “velha política”, o vereador Amom Mandel (Cidadania) se reuniu com velhos caciques da política amazonense, neste sábado (7). O evento fazia parte da sua pré-candidatura ao cargo de deputado federal.

Um dos presentes que causou estranheza pelo discurso pregado por Amom foi o ex-governador cassado José Melo. Ele perdeu o mandato em 2017, ao lado de seu vice, Henrique Oliveira, por compra de votos e outros crimes.

Melo foi preso e tem retornado, aos poucos, na mídia, onde quer emplacar novamente na política, mesmo com a imagem desgastada.

“Juntos, mais uma vez, iremos lutar pelo fortalecimento da Zona Franca de Manaus (ZFM) e também por novas alternativas de desenvolvimento para o nosso Estado, como a Matriz Econômica Ambiental”, disse Melo, em suas redes sociais.

No evento, Amom quis chamar atenção para a fiscalização no uso dos recursos federais. Defendeu, ainda, recursos para a área da saúde. “Eu acredito que nós devemos focar na questão da saúde pelo motivo de eu me identificar com a pauta por ser paciente”, ressaltou.

Curioso é que, ao lado de Melo, que também era acusado de receber propina e desviar recursos justamente do Fundo Estadual de Saúde, o discurso do vereador foi visto como incoerente.

Além disso, Amom, que defende o estímulo a candidaturas de jovens, agora é questionado se, ao lado de quem tanto criticava, vai conseguir fazer a tão dita nova política combatente e com “novos” desafios no meio de políticos totalmente contrários aos seus ideais.

Leia Também