Atirador se declara “supremacista branco”, mata dez pessoas e transmite tudo pelas redes sociais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O estado de Nova York está em choque neste sábado, após um atirador de 18 anos de nome não revelado matar dez pessoas em um bairro onde a maioria da população é negra. De acordo com a polícia ele foi preso em seguida. O massacre começou no estacionamento de uim supermercado da cidade de Buffalo, foi transitido ao vivo pela rede social Twitch.

O local é descrito como “cena de horror” pelas testemunhas, com corpos no estacionamento e dentro do ponto comercial. ‘Se há uma coisa que eu quero que você entenda desses escritos, é que as taxas de natalidade dos brancos devem mudar. A cada dia a população branca diminui”, diz o manifesto suspotamente escrito pelo assassino.

“Para manter uma população, as pessoas devem atingir uma taxa de natalidade que atinja níveis de fertilidade de reposição, no mundo ocidental é de cerca de 2,06 nascimentos por mulher.” Na transmissão feita pelo autor do massacre, há cenas brutais.

Foi filmada uma mulher levando um tiro na cabeça enquanto caminhava do lado de fora da loja.

Leia Também