Subtenente da PM é morto a tiros dentro de carro em Manacapuru

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O subtenente da Polícia Militar do Amazonas Adelmar Magalhães Ribeiro, 54, foi morto a tiros na noite de domingo (2), dentro do próprio carro no momento em que estava a caminho de casa, no município de Manacapuru (distante 68 quilômetros de Manaus).

Testemunhas relataram que a vítima recebeu, pelo menos, quatro tiros após ser surpreendido por um criminoso, que realizou o ataque criminoso. Adelmar pertencia ao efetivo da 8ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

Conforme o delegado Rodrigo Torres, titular da Delegacia Interativa de Polícia de Manacapuru, a vítima estava chegando de uma lanchonete quando foi surpreendido e atingido pelos disparos, e não resistiu. A filha e a esposa, que estavam no carro com ele, não foram atingidas.

Após os procedimentos cabíveis, o corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), na Zona Norte da capital amazonense, e foi liberado aos familiares na manhã desta segunda-feira (3).

O tenente Freitas Hidalgo, comandante da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), esteve no local acompanhando os familiares da vítima, inclusive, o irmão de Adelmar, que integra o efetivo da Cicom, o sargento Francisco Ribeiro.

“Adelmar era um policial excelente e muito querido por todos nós. Trabalhei com ele na 1ª Cicom e sempre foi um profissional respeitador. Infelizmente aconteceu essa fatalidade. Estamos dando apoio, inclusive, com o serviço social da Polícia Militar à família”, relatou o tenente em entrevista a um portal de notícias local.

Muito abalado, o irmão da vítima, sargento Francisco Ribeiro, apenas frisou que a família nunca esperava passar por isso, mas que a Justiça divina não falha. 

O delegado Rodrigo Torres destacou que as investigações em torno do caso estão em andamento, para averiguar as circunstâncias do crime. Portanto, no momento, mais informações não podem ser repassadas. Ninguém foi preso até o momento.

Leia Também