Professora de Manaus e estudante de Codajás são selecionados para intercâmbio nos EUA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O jovem Carlos Henrick Cavalcante Gomes, de 17 anos, da Escola Estadual (EE) Indigena Professor Luiz Gonzaga de Souza Filho, localizada no município de Codajás (a 240 quilômetros de Manaus), e a professora de inglês Bruna Freitas foram selecionados para o Programa Jovens Embaixadores 2022. O estudante e a  profissional da Secretaria de Educação representarão o Amazonas nos Estados Unidos.

A iniciativa é da Embaixada dos Estados Unidos, no Brasil, que promove um intercâmbio entre brasileiros e americanos, com atividades e oficinas sobre liderança, cultura, comunicação e cidadania digital, entre outros. O estudante passou nas três etapas do processo, sendo a primeira etapa uma prova escrita, a segunda etapa oral, e finalizou com a visita para dar continuidade ao programa.

Durante a viagem, Carlos desenvolverá o projeto “A importância da experimentação nos estudos culturais sobre produção de sabão para articular escola, conhecimento científico e popular”, que promove atividades práticas com alunos para estudo da construção social da ciência e tecnologia com vistas à produção de sabão, além de temas como reciclagem e empreendedorismo. A profissional participa do intercâmbio com cursos, treinamentos e o acompanhamento do aluno. 

Ao receber a notícia, Carlos agradeceu pelo apoio recebido durante o processo. Ele diz que está ansioso pela viagem, em poder conhecer pessoas novas e mostrar sua cultura e seu projeto em outro país. 

“Eu me sinto muito ansioso com tudo, essa vai ser minha primeira viagem sozinho e eu espero aprender muito sobre diversas culturas. Eu estou aliviado por ter passado no programa depois de tudo, e espero que essa seja uma experiência inesquecível”, comenta Carlos.  

Bruna diz como está feliz com o resultado e a oportunidade. Atuando como técnica de assuntos educacionais no Departamento de Políticas e Programas Educacionais (Deppe) comenta como está ansiosa para representar o Amazonas. 

“É uma grande honra participar desse programa, eu poderei ver uma cultura diferente, trocar experiências com outras secretarias e falar sobre os trabalhos realizados na educação, além de me aprofundar na língua inglesa”, reiterou a técnica. 

Intercâmbio – O intercâmbio é de três semanas nos Estados Unidos, com visitações divididas em três etapas: ida a Washington, D.C. para oficinas sobre justiça social, voluntariado e liderança, visita a pontos turísticos e encontros com autoridades do governo norte-americano. 

No estado-anfitrião, os alunos selecionados terão hospedagem em casas de famílias, atividades em escolas regulares de ensino. E por último, apresentações sobre o Brasil, atividades de voluntariado, desenvolvimento do projeto sobre justiça social e voluntariado e atividades de lazer.

Leia Também