Papa Francisco ganha cocar e exalta a Amazônia ao lado de religiosos do AM

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O papa Francisco participou, nesta segunda-feira (20), de audiência com 17 bispos da região amazônica. O acessório indígena foi entregue pelo bispo de São Gabriel da Cachoeira, Dom Edson Taschetto Damian. A visita é a primeira dos bispos da Amazônia Ocidental após o Sínodo da Amazônia, ocorrido em 2019.

O bispo de Porto Velho, Dom Roque Paloschi, afirmou que o encontro representou comunhão, esperança e coragem. Durante o encontro, outros bispos do Amazonas presentearam o papa, entre eles o arcebispo de Manaus, dom Leonardo Steiner, que recentemente foi nomeado pelo Santo Padre como cardeal.

“De comunhão porque ele acolheu tudo aquilo que nós trouxemos da realidade de nossas igrejas na Amazônia. De esperança, porque ele nos motivou a vivermos a nossa missão de pastores e não burocratas, de não perdemos este foco. E de coragem, para estar junto com as populações mais pobres e, sobretudo, que a igreja saiba respeitar as culturas, o desafio da encarnação”, disse.

Já o administrador apostólico de Roraima monsenhor Lúcio Nicoletto, afirmou que o pontífice encorajou os bispos a atuarem “sem medo de encarar os desafios que nos apresenta o momento atual, que precisa de uma palavra profética para anunciar a esperança do Evangelho da vida, mas também denunciar tudo aquilo pisoteia os direitos fundamentais das populações indígenas e do cuidado com a casa comum”.

Leia Também