Corpo de Bombeiros nega fake news sobre ‘serem dispensados’ no Vale do Javari

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Após as equipes de buscas localizarem os restos mortais possivelmente do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira no Vale do Javari, na última quarta-feira. Circulou nas redes sociais notícias falsas que as buscas estariam encerradas. Com isso, os homens do Corpo de Bombeiros do Amazonas teriam sidos dispensados. Eles sumiram no dia 5 desde mês.

Porém, os trabalho no município de Atalia do Norte continuam. Dessa vez, na tentativa de encontrar a embarcação usada pelos desaparecidos que foi afundada pelo suspeito confesso do crime, Amarildo da Costa Oliveira, o ‘Pelado’, que revelou onde escondeu os cadáres e também a canoa, junto com seu irmão Oseney da Costa Oliveira.

Por conta da fake news, o Corpo de Bombeiros emitiu nota esclarecendo que continuam auxiliando a Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas, com mergulhadores e especialistas em buscas de selva e que não ” foram dispensados dos serviços de buscas e resgate”.

Em nota, a Secretária de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), informou “que a operação permanece. Há rodízio dos agentes de segurança pública mobilizados e, conforme a evolução dos trabalhos, os efetivos especializados são acionados. Nesse caso, em específico, o Corpo de Bombeiros ressalta que permanece com mergulhadores no local. Alguns bombeiros de busca na selva foram retraídos por conta do cumprimento dessa etapa da operação. Caso seja necessário, eles serão novamente acionados.”

LEIA NA ÍNTEGRA

“O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), informa que as buscas em Atalaia do Norte continuam. E esclarece que a informação divulgada pela imprensa de que os bombeiros foram dispensados dos serviços de buscas e resgate não é verdade.

A equipe de mergulhadores e especialistas em buscas de selva continuam dando apoio a “Operação Javari” que está sendo coordenada pela Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas.”

Leia Também