Após comer tambaqui para celebrar habeas corpus, conselheira suspeita de enriquecimento ilícito passa mal

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Acusada de enriquecimento ilícito pelo senador Omar Aziz na CPI da Covid, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Yara Lins passou mal em casa, de acordo com o filho dela, o deputado estadual Fausto Júnior. Curiosamente os dois apareceram devorando um tambaqui no fim de semana, após ela conseguir habeas corpus para não ter os sigilos telefônico e bancários quebrados.  

Fausto cancelou uma entrevista que daria à blogueira Antônia Fontenelle. Antônia você me perdoa? Minha mãe passou muito mal, devido a tanta pressão que eu estou passando, ameaças e etc. Minha mãe foi parar no hospital, e eu não posso, eu não tenho cabeça, eu preciso ir lá cuidar da minha mãe’. disse Fausto Jr.

Yara está na mira da CPI  da Covid desde a semana passada, quando Fausto foi depor e se atrapalhou. A CPI deve recorrer para tentar quebrar a caixa-preta da conselheira.

Leia Também