Adolescente de 15 anos desaparece após pular no rio em flutuante no AM

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Uma adolescente, 15, desapareceu após uma brincadeira entre amigos, na manhã de domingo (29), em um flutuante, na cidade de Itacoatiara (a 270 quilômetros de Manaus), a adolescente estava acompanhada de amigos e após ingerirem bebidas alcóolica, resolveram pular no rio, resultando no desaparecimento da mesma,

Segundo os amigos da adolescente, eles estavam reunidos em um flutuante do município, bebendo e decidiram fazer uma brincadeira: tentar passar por debaixo do flutuante pra sair em outro lugar. A jovem, que não sabia nadar, aceitou a brincadeira. No entanto, não retornou a superfície, desesperando os amigos.

Os pais da menina estiveram no local e se desesperaram com a notícia de que a filha estava desaparecida. A mãe, aos prantos e consternada, pediu para que achassem, ao menos, o corpo da adolescente.

A mulher ainda lembrou que dava muitos conselhos para que a filha ficasse mais em casa e ela não ouvia. A mãe, desesperada, ainda questionou os amigos e perguntou o porquê deles não terem impedido que a adolescente pulasse.

Eu dava muito conselho para minha menina. Eu dizia minha filha sai da rua e eu ouvia ‘mãe, eu quero me divertir’. Por que tu se jogou, minha filha? Tu não sabia nadar. Vocês sabiam que ela não sabia nadar, por que vocês deixaram ela pular? Eu só tenho ela. Porque não levaram ela pra casa? Ela era de menor.

Quando o pai chegou ao local, o desespero não foi diferente. Gritando e chorando, o homem pediu para que achassem a filha e teve que ser segurado para não agredir os outros adolescentes que estavam com a menina na hora do ocorrido. 

“Ela se envolve com esse monte de gente que não vale nada e olha o resultado. Não tem necessidade de estar fazendo um negócio desses, perdi a minha menina”, declarou o pai, enquanto chorava.

A mãe ainda afirma que, ao tentar prender os filhos em casa, eles acabam se revoltando e que a menina tinha de tudo e que agora só está pedindo o corpo de volta para que a família possa velar.

“Ela não tinha idade para está em bar bebendo, mas vocês sabem que não dá para prender os filhos da gente que eles ficam revoltado. Ela tinha de tudo! Eu entendo que foi Deus que decidiu o destino dela, então Pai, traga ao menos o corpo da minha filha para a gente velar”, afirma desesperada a mãe.

Leia Também