Pai invade sala de aula e agride professor após filha contar que tinha sido assediada por ele

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
A menina relatou que esta não era a primeira vez que ela era assediada pelo professor dentro da escola.

Um professor foi agredido dentro da sala de aula de uma escola estadual em São Paulo, pelo pai de uma aluna que relatou ter sido assediada por ele. O pai da adolescente teria se revoltado com a atitude do docente e partido para cima, na frente de outros alunos.

As agressões foram gravadas e compartilhadas em redes sociais. Nas imagens é possível ver o pai da jovem dar golpes no professor. Outro professor da escola ao ver o que estava acontecendo, tenta apartar os dois e acaba também sendo atingido por socos.

Após a confusão, os dois professores foram atendidos e levados para uma unidade hospitalar da cidade. Na delegacia foram registrados dois Boletins de Ocorrência (BO), um por lesão corporal e outro por assédio sexual.

Assédio

O pai da menina relatou que a filha, uma adolescente de 14 anos, havia lhe informado que o professor, de 45 anos, tinha a assediado. “Hoje, na nossa sala, a gente estava conversando, entre eu e as meninas e tinha um amigo meu no meio, e aí ele [professor] acabou falando assim, que se não tivesse casado, ele transaria comigo. E aí eu fingi que não tinha ouvido, ele falou de novo. Aí eu fiquei parada, assim, porque eu fiquei em choque, né?”, relatou a adolescente.

Ainda segundo a jovem essa não teria sido a primeira vez que o professor teria a assediado e que ela não era a única vítima dele. “Não é a primeira vez que acontece isso, nem só comigo”, relatou a menina, que em um ato de desespero, ligou para a mãe da escola mesmo contando o que estava acontecendo.

Logo após a ligação da menina, o pai dela foi até a escola e agrediu o professor em questão.

Após toda confusão, o professor está afastado devido a um atestado médico. A escola ainda não se manifestou sobre o assunto.

A Polícia Civil abriu um inquérito para apurar o caso.

Leia Também