Diretor da Gaviões da Fiel tem prisão decretada por tentativa de homicídio contra artista parintinense

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Thiago Dionísio é acusado de ter agredido o carnavalesco, Zílkson Reis, dentro do barracão da agremiação.

A Justiça de São Paulo decretou, nesta quinta-feira (31), a prisão temporária de Thiago Dionisio, diretor de Carnaval da escola de samba Gaviões da Fiel. Ele é acusado de tentativa de homicídio após espancar o carnavalesco parintinense Zílkson Reis, de 42 anos, no último dia 27. 

O crime ocorreu dentro do barracão da agremiação, na Fábrica do Samba, zona Leste de São Paulo. Zílkson, que faz parte do comitê artístico das Gaviões, sofreu diversos ferimentos pelo corpo, principalmente na cabeça, que causaram o surgimento de coágulos, além de ter a costela quebrada. Ele foi levado ao hospital Santa Casa e está em estado grave.

Segundo Ana Cláudia Conde Vieiralves, advogada de defesa, o artista plástico está consciente e “passou por exames, o médico descartou qualquer possibilidade de remoção já que a família queria trazê-lo para o Amazonas.

À polícia, Zílkson informou que a agressão foi motivada por ciúmes depois que ele teve relações sexuais com uma mulher da escola de samba, que seria namorada de Thiago.

A Gaviões da Fiel, no entanto, contou que o carnavalesco violentou a jovem e, por isso, foi espancado. Apesar da afirmação, a agremiação ressaltou que “não compactua com qualquer tipo de violência entre os seus integrantes”.

O caso está sendo investigado pelo 2º Distrito Policial.

Leia Também