Acusada de plágio, justiça determina que Xuxa pague R$ 65 milhões a empresário

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Xuxa Meneghel deverá pagar em forma de indenização cerca de R$ 65 milhões o empresário Leonardo Soltz, criador dos personagens “Turma do Cabralzinho”. O processo tramita desde 2004.

A determinação é da juíza Flávia Viveiros de Castro, da 6° vara Cível e pesa sobre a empresa Xuxa Promoções e Produções Artísticas. Leonardo afirma que Xuxa plagiou os seus personagens e criou o “Turma da Xuxinha descobrindo o Brasil”.

O empresário ainda declara que ofereceu a sua criação à Xuxa, mas ela disse que não teria interesse. Logo depois, ele viu que a empresa havia criado o Turma da Xuxinha com os mesmos personagens.

A produtora afirma que não houve plágio. Xuxa também negou a acusação. No entanto, de acordo com as provas dos autos, a juíza concluiu que houve a cópia dos personagens.

“A parte ré utiliza-se de manobras pouco éticas, levantando suspeição do perito, que é profissional idôneo, trabalhando para este Juízo e outros deste E. Tribunal, sem nunca ter tido sua reputação profissional questionada”.

Leia Também