Tragédia anunciada: Motoristas de carretas e caminhões ignoram Lei que proíbe circulação em ruas de Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Na última sexta-feira (27) um grave acidente, ocorrido no bairro Japiim, que vitimou fatalmente duas mulheres chamou a atenção da população de Manaus para o perigo que cada cidadão corre ao trafegar nas vias da cidade.

Apesar da Lei municipal nº 016/2013, que restringe a circulação de veículos de carga pesada em locais e horários determinados, diariamente podemos ver caminhões e carretas trafegando por todas as vias da cidade e em qualquer horário.

O acidente ocorrido na última semana, envolvendo uma carreta e um caminhão é uma prova disso e foi apenas uma ponta no “iceberg” chamado “trânsito de Manaus”. Tanto pedestres como  motoristas de carros pequenos reclamam não apenas do fato de esses veículos pesados estarem trafegando nas ruas, mas uma reclamação ainda mais grave é feita: além de estarem em locais e horários proibidos por lei, esses veículos ainda andam em alta velocidade.

Segundo a cozinheira Luciene Marques, de 37 anos, diariamente esses veículos passam nas ruas como se tivessem apostando corrida. “Na semana passada mesmo eu estava dentro do ônibus ali no Aleixo e dois caminhões grandes vinham em alta velocidade, parecia que estavam apostando corrida. Todos no ônibus ficaram assustados”, revelou a mulher.

Acidentes são recorrentes

Acidentes envolvendo veículos pesados já fazem parte do dia a dia de Manaus. Na semana passada mesmo, no dia 25, o motorista de caminhão caçamba que transportava asfalto perdeu o controle e invadiu o quintal de uma residência no bairro Japiim. Ele ficou gravemente ferido.

No dia 17 de agosto, um caminhão carregado de tijolos tombou ao tentar subir uma ladeira no bairro Novo Aleixo, atingido pelo menos dois carros que estavam estacionados na via.

Em julho, uma carreta tombou na avenida Torquato Tapajós, na zona Norte de Manaus e o motorista ficou gravemente ferido, preso nas ferragens do veículo. No dia 10 de março outra grave acidente, envolvendo um caminhão e uma carreta, no Distrito Industrial 2, na zona Leste de Manaus, deixou pelo menos duas pessoas feridas.

No início do ano, no dia 4 de janeiro, um veículo de passei colidiu em uma caçamba no bairro Jorge Teixeira, na zona Leste. Na ocasião, o motorista de carro pequeno ficou preso nas ferragens e precisou ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Em 2020, os acidentes também não foram poucos. Somente em junho dois acidentes envolvendo este tipo de veiculo foram registrados. Em ambos os casos os condutores focaram feridos. Em julho, uma carreta que transportava 4º toneladas de açúcar tombou no bairro Monte das Oliveiras, na zona Norte.

Ainda em julho de 2020, uma carreta colidiu em um micro-ônibus, no Distrito Industrial, deixando 12 trabalhadores que estavam sendo levados para uma fábrica gravemente feridos.

Em agosto, na mesma semana, duas carretas tombaram na avenida Ephinênio Sales, na zona Centro-Sul, deixando a via completamente intransitável. Em ambos os casos, os veículos estavam fora do horário permitido para trafegar naquela área.

Ainda em 2020, no dia 08 de setembro, cinco pessoas ficaram feridas após um acidente envolvendo um caminhão baú e um ônibus e outros três carros pequenos, no bairro Cidade Nova, zona Norte.

Leia Também