PC encontra um cabo enrolado na hélice do avião que caiu com Marília Mendonça

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Desde sábado uma equipe trabalha para fazer a remoção do avião que caiu com a cantora Marília Mendonça.

No fim da tarde desta segunda-feira (8), a Polícia Civil de Caratinga finalizou o trabalho de recolhimento dos materiais periciais do avião que caiu com a cantora Marília Mendonça, causando a morte dela e de mais quatro pessoas. Um cabo foi encontrado enrolado em uma das hélices da aeronave.

Porém, de acordo com o delegado Ivan Lopes, ainda é cedo para afirmar e o cabo é o que se rompeu na torre de transmissão de energia da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Ele informou ainda que os destroços do avião serão encaminhados para o Rio de Janeiro nesta terça-feira (9), já os motores devem ter como destino a cidade de Sorocaba (SP).

Remoção difícil

Devido ao difícil acesse e a área onde o avião caiu ser em uma região serrana, a operação para retirada iniciou ainda no domingo (7). Um guindaste ajudou a mover o avião do local onde caiu, na cachoeira, para uma área mais alta do terreno. No sábado (6) ele já tinha sido retirado da correnteza.

Na segunda etapa dos trabalhos foi necessário cortas as asas do avião e algumas outras partes também começaram a ser retiradas. Em seguida, a fuselagem da aeronave foi levada para um pátio em Caratinga.

Os dois motores foram retirados na tarde de hoje por equipes da Cenipa e de uma empresa de guincho particular. Segundo os trabalhadores que participarão da operação, os dois motores caíram em locais complexos para a remoção.

Os motores foram removidos na tarde desta segunda-feira (8) – Foto: Divulgação/ Polícia Militar

Leia Também