5G chega a Manaus, mas nem todos terão acesso imediato à nova tecnologia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A partir desta quinta-feira (06.10), a tecnologia 5G passa a estar disponível em mais cinco cidades do Brasil: Manaus (AM), Belém (PA), Macapá (AP), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC), todas na região Norte, completando a cobertura nas sedes das unidades da federação em todo o território nacional.

Para o cidadão ter acesso ao 5G, além da liberação da tecnologia, é necessário adquirir um aparelho testado por laboratórios e certificados por organismos de certificação acreditados pela Coordenação Geral de Acreditação (Cgcre) do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e designados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

“Para que a tecnologia 5G tenha efetividade é necessário que os aparelhos sejam compatíveis com a nova frequência e com os novos protocolos. Os laboratórios e certificadoras credenciados pela Anatel testam e avaliam itens como compatibilidade eletromagnética, segurança elétrica oferecida ao usuário e suas características na emissão de rádio frequência que possam ser absorvidas pelo corpo humano durante a utilização dos dispositivos”, explicou o vice-presidente de Telecomunicações da Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac), Leonardo Tozzi Pinheiro.

Processo de Certificação

Para habilitar um equipamento para operar na frequência 5G, o fabricante deve selecionar um Organismo de Certificação Designado (OCD) e fornecer as informações técnicas sobre o produto analisado para que sejam determinados os padrões e ensaios aplicáveis.

Na sequência, escolhe-se o laboratório que fará os testes, executará os ensaios e emitirá o seu relatório. Este é analisado pela certificadora que, em caso de resultado positivo, cadastra o produto na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que por sua vez analisa a documentação e emite o certificado de homologação para que o produto ou serviço seja comercializado.

Sobre a Abrac

Fundada em 2009, a Associação Brasileira de Avaliação da Conformidade (Abrac) reúne as empresas responsáveis pela avaliação da conformidade de produtos, serviços, sistemas e laboratórios de ensaio e calibração, acreditados pelo Inmetro e designados pela Anatel, que são oferecidos aos cidadãos, trabalhando em sua inspeção e certificação com o objetivo de informar e proteger o consumidor, em particular quanto à saúde, segurança e meio ambiente; propiciar a concorrência justa; estimular a melhoria contínua da qualidade; facilitar o comércio internacional; e fortalecer o mercado interno, atuando em conjunto com os órgãos reguladores das atividades em âmbito nacional.

Leia Também